Energia solar: vale a pena investir?

Energia solar: vale a pena investir?

27 de março de 2020 Sem categoria 0

Energia solar no Brasil já é uma realidade? Você já pensou em instalar energia solar na sua casa? Já fez as contas para descobrir se é caro ou barato? Energia solar residencial compensa? Com a crescente busca por fontes de energia limpas e renováveis, também aumentou o interesse pela energia solar fotovoltaica e, consequentemente, seus preços estão menores… Mas será que vale a pena instalar os painéis na sua casa ou na sua empresa? E afinal de contas: agora é realmente uma boa hora para investir em energia solar?

energia solar, energia fotovoltaica, painel solar, painel fotovoltaica, energia solar fotovoltaica, economia doméstica, como economizar com energia solar, como economizar com energia fotovoltaica

Dá pra transformar toda a energia da casa em solar?

Se você tem interesse em instalar painéis fotovoltaicos na sua casa, temos uma boa notícia: é possível que toda a energia elétrica usada pela sua casa (ou pela sua empresa) seja solar. Esse tipo de implementação é até mais interessante para empresas, que costumam consumir ainda mais energia do que as residências. A energia solar fotovoltaica é uma boa opção até para pequenos negócios e pessoas que precisam de fontes informais para complementar a renda no fim do mês. Fazer doces ou marmitas para vender, por exemplo, costuma demandar aparelhos domésticos que consomem muito energia elétrica e, nesses casos, a energia solar pode significar economia.

O fato é que, devido a avanços tecnológicos e ganhos de escala, o preço de aparelhos fotovoltaicos (os painéis que captam energia do sol e transformam isso em energia doméstica), está em queda. Esses painéis já foram caríssimos, ainda não são tão baratos, mas já estão ao alcance de muitas pessoas. Pode ser que você esteja perdendo dinheiro por não investir em energia solar na sua casa.

Energia solar pode ser mais rentável do que aplicações financeiras

Se por um lado o custo de implantação de painéis solares diminuiu, por outro, a energia elétrica está mais cara.  Você já deve ter percebido que cada vez uma parcela maior dos gastos domésticos vão para conta de luz. Outro fator que precisa ser considerado é que a taxa de juros que seu dinheiro rende também caiu bastante.

E por que, afinal de contas, é tão importante considerar quanto seu dinheiro anda rendendo por aí? Bom, se você não aplicar na instalação de painéis fotovoltaicos pra substituir cobrança de luz tradicional, e economizar na conta, onde você deixará seu dinheiro? Provavelmente na poupança ou no máximo na renda fixa. Com esse tipo de investimento rendendo menos, fica mais rentável investir em painéis fotovoltaicos e reduzir a conta de luz.

Vamos considerar o exemplo de uma conta média de um consumidor residencial, aqui no Rio Grande do Sul. Uma família (com 4 pessoas) de classe média com vários aparelhos domésticos, como televisões, videogames, home theater, máquinas de lavar e secar roupa, máquina de lavar louças, forninho elétrico, microondas, ventiladores ou até mesmo ar condicionado, consome mais ou menos 600 kw/h. Nessas condições, com preço médio da tarifa de R$0,89 por kw/h, essa conta pode chegar a R$600. É importante considerar que esse valor também inclui outras tarifas, como a de iluminação pública, por exemplo. No caso dessa família, será que vale a pena usar energia solar?

Qual o custo para instalar energia solar?

Mas calma, antes de pensar em economia, é preciso investir dinheiro. No exemplo acima, é necessário investir pouco mais de R$20.000,00 para instalação dos painéis de energia fotovoltaica ou kit de energia solar.  Agora você deve estar pensando: “nossa, esse valor é muito alto, eu não tenho esse dinheiro!” Calma, tem saída pra tudo. Inclusive há diversas linhas de crédito para o investimento nestes projetos. O Sicredi por exemplo financia em até 120 meses.

Realmente, em primeiro lugar, é um investimento grande.  Mas no caso da família com a conta de R$600, por exemplo, o investimento se paga em alguns anos. Depois os painéis geram lucro, principalmente porque a duração dessa instalação é longa: com manutenção apropriada, chega a durar trinta anos! Ou seja, a grosso modo, essa conta se paga em 5 ou 6, anos. Os outros 20 anos ou mais que os painéis vão durar serão diretamente revertidos em economia na sua conta. Por alto, com os painéis solares a conta da família que citamos no nosso exemplo pode cair de R$600 para, em média, R$70,00.

E se minha conta de luz for barata? Ainda vale a pena?

Abaixo desses R$70 não é possível diminuir muito o valor da conta, já que existem tarifas que continuarão sendo cobradas, como a de iluminação pública, por exemplo. Nesse caso, o chamado “retorno do investimento” se dará em média em 5 ou 6 anos, mas esse prazo pode ser um pouco menor, se o consumo for maior. Dessa forma, quanto mais cara for sua conta de luz, mais rápido esse investimento se paga.

Em alguns casos, esse retorno pode acontecer mais rápido: em até dois anos, por exemplo. Mas esse tipo de retorno rápido é comum para contas que giram em torno de R$1.500, R$2.000 reais, e que já não representam mais um consumo residencial padrão típico.

Dá pra compartilhar energia solar?

Para quem não tem espaço para implementar os painéis em casa, uma boa opção é compartilhar a energia solar. Por exemplo, meu sogro mora em uma casa e tem um consumo de energia X. Já eu moro em apartamento e tenho um consumo de energia Y. A minha conta é de R$400 e a dele é de R$600. Será que realmente é preciso fazer dois investimentos em painéis solares? A solução para não pagar duas vezes é compartilhar a instalação de energia solar.

No casa do meu sogro existe uma grande área de telhado em que esses painéis podem ser instalados com uma incidência solar privilegiada. Ao redor não tem prédios ou árvores, realmente é bem iluminado quando bate sol. Nesse caso, podemos dividir a energia gerada de forma que eu também me beneficie do investimento feito na área dele: nossas duas contas podem ser abatidas pelo potencial de geração de energia elétrica que ele tem com sistema de captura de energia solar implantado na casa dele.

É possível dividir energia solar entre residências distantes?

Para dividir a energia solar gerada não é preciso que as duas casas sejam próximas. É mais uma questão de instalação de “setup” do sistema, e de a agência de energia elétrica que te atende entender que as duas casas estão conectadas. No fundo o que acontece é que essa instalação de energia solar fotovoltaica gera energia para a concessionária de energia elétrica. A concessionária usa essa energia gerada e, em troca, dá créditos de energia. Por exemplo, supondo que na minha casa tenha sido gerado 1000kw através de energia fotovoltaica, não será cobrado nada de mim enquanto estiver usando até 1000kw. Se a energia for compartilhada, então é até 1000kw na minha casa e a do meu sogro, por exemplo.

E quem mora em apartamento?

Se você mora em prédio, não se preocupe, também é possível usufruir dos benefícios da energia solar morando em apartamento. Uma boa opção é instalar painéis fotovoltaicos e transformar toda a energia elétrica do prédio em energia solar fotovoltaica.

Uma opção é combinar com outros moradores e fazer uma instalação no condomínio. Assim é possível usar a energia gerada para área comum ou para os próprios moradores. Existem algumas soluções que podem fazer muita gente (que ainda não sabe disso) economizar na conta de luz.

Tem custo de manutenção?

Supondo que você decida instalar painéis solares em casa (ou na empresa) e que sua conta tenha sido consideravelmente reduzida. E depois? O que acontece? 

Se você tem dúvidas sobre a manutenção, saiba que ela é muito simples e você mesmo pode fazê-la. Basta limpar os painéis solares quando necessário com água e um pano, geralmente uma vez ao ano, ou sempre que a placa ficar muito suja por conta de longos períodos sem chuva.

Investimento rentável

A energia solar nas residências é uma forma alternativa de investimento financeiro. O investimento inicial pode ser alto, mas o retorno é garantido. Esse tipo de investimento dará retorno a médio e longo prazo, mas a economia pode chegar a valores realmente expressivos.  

Fonte: Educando seu bolso. Disponível em: < https://educandoseubolso.blog.br/2019/02/28/energia-solar-fotovoltaica/ > Acesso em: 27 mar. 2020.

SOLICITE UM ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *